sexta-feira, 30 de junho de 2017

Arqueologia tumulo de Raquel





Raquel em hebreu: Rachael רחל, é uma das personagens da Bíblia; filha de Labão, sobrinha de Rebeca, irmã mais nova de Léia, esposa favorita de Jacó e mãe de José e Benjamim. O seu nome tem origem hebráica cujo significado é rosa amorosa. Em (Tiberia/hebraico:Rāēl). Padrão do hebreu: Rael.

Raquel pertencia a uma família rica, de pastores e lavradores, homens e mulheres totalmente dedicados ao trabalho. A riqueza de sua família vinha através do único propósito "trabalhar e prosperar". Essa é uma das admirações que Deus tinha sobre essa família (Gênesis 2.15), apesar de não o conhecerem ainda, eles eram politeístas: adoravam vários deuses, Raquel também herdou a beleza da linhagem de Sara e Rebeca sua tia. Alguns copiadores "escribas" descreveram Raquel como "linda", sinônimo de máxima beleza já vista, no texto do original hebraico (בראשית-Bereshit) ela é descrita amorosamente como "bonita de forma e bonita de aparência" (em hebráico: וְרָחֵל הָֽיְתָה יְפַת־תֹּאַר וִיפַת מַרְאֶה). Nos dias de hoje, Raquel na verdade quer dizer "Rosa Amorosa", originalmente dos significados hebreus.
(Gen. 29:17). Como costume de seu povo, Raquel trabalhava na função de pastora de carneiros (Gênesis 29.9), que não era um serviço tão leve assim, além de dividir a tarefa doméstica com sua irmã, Léia.

Raquel morreu em parto no caminho da casa de Jacó. A parteira lhe fala no meio do nascimento que a criança é um menino, lhe saindo a alma, Raquel olhou e o chamou de Benoni (filho de minha dor), porque morreu, mas seu pai chamou-lhe de Benjamin. E foi enterrada por Jacó na estrada para Efrat, próxima a Belém (Cisjordânia). Hoje a Tumba de Raquel, situada entre Belém e o bairro de Jerusalém de Gilo, é visitada por milhares de pessoas cada ano. (Gen. 35-20).


Uma jovem judia ascende uma vela no interior do Túmulo de Raquel em Bethlehem, Cisjordânia.

OUTROS TÚMULOS
José o filho favorito de Jacó foi vendido pelos seus irmãos como escravo no Egipto, mas ele veio a ser o vice Faraó! Depois de 400 anos Moisés, levou consigo os ossos de José cumprindo uma promessa feita a ele pelos israelitas.(Êxodo 13:19)

Arão irmão de Moisés ajudou a conduzir 2-3 milhões pessoas para fora do Egipto.
Números 20:28 “Moisés despiu Arão de suas vestes e colocou-as em seu filho Eleazar; e Arão morreu no alto do monte. Depois disso, Moisés e Eleazar desceram.”

Da montanha que cerca a grande taça de Pedra, nenhuma é mais comandada que Jabal Haroun, Montanha de Arão, ou Monte Hor da Bíblia. Com 1,350 metros acima do nível do mar é o mais alto pico da área; e é um local sagrado para as pessoas do lugar, porque eles acreditam que ali morreu e foi enterrado o irmão de Moisés.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

INICIO DO BLOG DIVERSOS ARTIGOS

                                                                 Arqueologia descobertas comprovam a biblia Arqueologia as mina...